UMA PEDRA FORA DO CAMINHO

Há quase dois anos, descobri um problema na vesícula (uma pedra do tamanho de uma azeitona).
Até chegar no diagnóstico sofri muito, passei muito mal, comecei a pensar pra comer. Como descobri? Fazendo reeducação alimentar com nutricionista. 
Quem tem problemas na vesícula não pode consumir castanhas e mais uma série de alimentos que contém muito óleo, e nessa reeducação, entraram várias oleaginosas, que ajudaram a piorar a situação e as crises serem mais frequentes. 
As dores são como de parto, terríveis, e eu já estava num estágio de dor que só o "PACO" aliviava o quadro.Indicação médica: CIRURGIA!
Depois de um ano de exames e consultas, tentando fugir dessa cirurgia, cheguei ao dia D, onde tiraria a "pedra do caminho", e, tirando meu pavor de agulhas, correu tudo bem. A recuperação foi excelente, e estou quase de volta a academia, que por incrível que pareça ( mesmo não sendo assídua,,) estou sentindo falta.
Agora em outubro comemoro 3 anos de reeducação alimentar, aprendendo todo dia um pouquinho mais sobre meu corpo e suas reações aos alimentos, muita diferença na balança? Não, por enquanto só 13 kilos eliminados de vez. 
A reeducação é um processo diário, e sem data para acabar, e nessa minha batalha em favor da saúde (sim, faço isso somente pela saúde, gosto e respeito meu corpo) não podemos nos dar ao luxo de usar determinado alimento só porque não estamos em casa, para não desagradar nosso anfitrião. 
Leio, vejo, e ouço inúmeros relatos de dietas mirabolantes, suplementos, remédios, enfim, e não tenho boas recordações da época em que eu era adepta, no final eu sempre voltava ao peso original. 
A vida depois da retirada de vesícula é uma surpresa. Já tive períodos tranquilos e estou numa semana terrível de má digestão, solução? Acredito que seja nova e redundantemente o cuidado com o que consumo. 
Fácil? Não é, mas é necessário. Cuidar de você mesmo é uma tarefa árdua, hoje fico observando o que vou cozinhar, como vou cozinhar, porque sei as consequências se fizer algo errado nas panelas (risos).
Não existem formulas milagrosas, precisamos ter ou pelo menos aprender a ser  disciplinados em tudo, principalmente na alimentação, pois ela é o combustível para o bom funcionamento da nossa máquina (nosso corpo).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MULHERES e Miomas 2

UMA GANGORRA CHAMADA DIABETES

DIABETES TIPO EU TENHO!